Motivação

Gosto muito de estudar, pesquisar, aprender....e repassar o que vou assimilando.
Na Universidade sempre interessei-me por Projetos de Extensão, por considerar muito importante a divulgação de conhecimentos, que promove a interação Universidade X Comunidade. Talvez daí tenha surgido a idéia de criar esse blog.

Minha intenção é divulgar informações sobre: alimentos, higiene, saúde e conservação ambiental, com o objetivo de dar a minha parcela de contribuição para a melhoria da qualidade de vida do ser humano.




terça-feira, 20 de novembro de 2007


FARINHA DE INHAME

Considerações Gerais

O inhame é uma hortaliça com expressivo consumo mundial e considerada cultura alternativa em expansão, pois seu consumo ultrapassou o da batata-doce, mandioca e da própria batata. Como alimento, é rico em carboidratos, proteínas, fósforo, cálcio, ferro e vitaminas B1 e B2. Seu amido é parecido com o do milho, em sabor, textura e cor. A farinha pode ser adicionada à do trigo para a fabricação de pães ou pode ser utilizada em diversos pratos, doces ou salgados.
O inhame é de fácil digestibilidade. Originou-se na Ásia, espalhou-se para a América através da África e vem sendo cultivado há mais de 2400 anos na Índia e há mais de 2000 anos no Egito.
O inhame é muito indicado para a alimentação infantil pelo seu alto valor energético e por proporcionar consistência perfeita às papinhas dos bebês. A farinha de inhame no preparo de farinhas mistas panificáveis evidenciaram a possibilidade de seu uso em substituição à de mandioca, com maiores vantagens, pois a farinha de inhame praticamente não tem glúten, podendo ser usada na fabricação de produtos panificáveis somente em misturas com farinha de trigo. Além disso, algumas espécies de inhame têm sido cultivadas com finalidade farmacológicas para obtenção de material de partida para síntese de cortisona e hormônios esteróides.


O inhame é uma planta rústica, resistente às pragas. Para crescer, precisa de sol, calor e umidade. Por isso, ele pode ser cultivado em praticamente todo o Brasil. E essa planta guarda embaixo da terra uma reserva de energia: são os rizomas redondos, ricos em carboidratos, sais minerais e vitaminas.

É um alimento rico em carboidrato, cheio de cálcio, ferro, fósforo, além de ter vitaminas do complexo B, especialmente a vitamina B1, importante no crescimento das crianças, e a vitamina B5, que auxilia o sistema imunológico.

Rico em amido, o inhame é um enérgico natural para crianças. Um alerta: deve ser sempre muito bem cozido. O bom é que a quantidade de carboidratos contida no inhame não o torna calórico demais.

Na fabricação da farinha de inhame, o aproveitamento desses nutrientes é total.

Além de gostoso, as qualidades do inhame são tantas que a gente não se cansa de descobri-las. O inhame, além de minerais e vitaminas, que as pessoas normalmente necessitam na alimentação, tem fibra, que favorece o funcionamento do intestino. Ele ainda é rico em hormônio, que pode amenizar os sintomas da menopausa em mulheres.

Técnica de Preparo artesanal da Farinha de Inhame

Matéria-prima

Inhame

Procedimento

-Pré-selecionar as cabeças de inhame, retirando as peças que estejam podres, danificadas, secas demais, etc.

-Descascar as cabeças de inhame e lavá-las em água corrente.

-Cortar cada peça, em fatias de no máximo 2 mm e fazer uma pré-secagem em pano limpo.

-Secar em estufa à temperatura de 70 graus centígrados durante aproximadamente 7 h.

-Moer as rodelas secas e peneirar a farinha obtida.

-Acondicionar em recipientes esterilizados e secos.

-Fechar bem os recipientes, rotulá-los e armazená-los à temperatura ambiente.

3 comentários:

Genivaldo disse...

Oi minha querida amiga!!!

Estive aqui, e achei tudo muito legal......

Parabéns

beijos

obs: prometo que volto, mas preciso aprender a fuçar isso aqui direito, confesso que apanhei para ver onde deixar um recadinho.......rs

ROGERIO disse...

Eu posso fazer no forno do fogão? Esse é o mesmo processo para outros legumes e verduras?

Paula soares disse...

Como é essa stufa ?Posso fazer no fogão de casa?